4 de abr de 2010

Pra que que bobo quer dinheiro?

Hoje a tarde, almoçando na casa da minha irmã, meu assunto, como não poderia deixar de ser, era sobre a minha última, e espero, definitiva obsessão: meu blog.
Ao dizer que ainda iria ganhar dinheiro com ele, fui obrigada a ouvir do Cecelo: então acho melhor você arrumar um emprego. É mole? Mas deixa estar Celo, vc ainda vai ver. Dinheiro não vou ganhar, afinal, cresci ouvindo minha mãe repetir uma frase que meu avô dizia: - pra que que bobo quer dinheiro? Eu eu como uma boa boba, não quero, quero mais é me divertir. O que este blog pode me dar de melhor é a delícia de receber um telefonema depois de sei lá quantos milhões de anos, da Dominique e do Binho,e, com eles, ficar horas no telefone. Acabei de desligar e estou aqui me lembrando de quando a gente era muito jovem, ainda não existia a Dô na vida dele que diga-se, devia ser um tédio total. Ele estudava direito e era fã como até hoje ,da Elis Regina. Quando ela morreu eu estava na fazenda e passei o dia todo pensando nele. De amigo do meu irmão Juca, ele ficou meu também, e eu, fã confessa do Cauby Peixoto discutia com ele qual das duas vozes era a mais cristalina. Claro que é uma discussão de quem não tem o que fazer porque são dois artistas tão superlativos que não admitem comparações. O que eu me lembro bem é que uma vez arrastei o Binho para um show na Serra da Cantareira. Depois ele virou um grande advogado, apareceu a Dominique na vida dele e aí sim tudo ficou melhor, ela é a pessoa mais alto astral , inteligente e divertida que eu conheço e agora com nossa reaproximação, nos aguentem Binho e Luis Augusto.
beijos

11 comentários:

Léo Coutinho disse...

estava pensando nisso outro dia, pituca, mas não conhecia esta máxima familiar: pra que bobo quer dinheiro? e como tem bobo ralando grana por aí, não?
o blog, se der dinheiro, é consequência. o melhor retorno é esse mesmo que você identificou.
beijos gordos, léo

Anônimo disse...

Eu aqui fico só babando, me lambusando de tanto saborear o que você escreve.
Beijos!
Celia

Quim disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
QUIM Alcantara disse...

Bom,
se não souberem pra que querem, podem me doar!
Pi, mande bjs para Dominique e Binho. Estou esperando matéria sobre minhas pinturas...
bjs
Quim Alcantara
QUIM.com.br

Anônimo disse...

Pituca: estou me deliciando com suas crônicas.
E acho que eu também sou do time dos bobos!
Sabe o que o Celo comentou? Até que ela escreve direitinho...
Ai, que saudade você me deu da Dominique e do Binho!
bjs,
Gogó

dominique disse...

Vc. deixou de omitir, talvez de propósito, que sempre quando discutíamos sobre nossos ídolos, eu me opunha sobre a sua preferência e sempre tinha a pretensão de convencê-la que a Elis era imbatível. Ela se foi e o Cauby permanece e eu tenho que reconhecer que até hoje ele desperta suas fãs, o que o torna um ídolo. Beijos, saudades
binho

Lia Drumond disse...

Não sei se vc vai ganhar dinhiro, mas vai se divertir e se chatear... emoção é o que não falta. Sucesso! Bjs

sô. disse...

Bobos tem despesas; compulsões; obsessões; idolatram Cauby, Elis,e Angela Maria, o cult&brega sem serem hoje cobrados.
Bobo é gênero (aliás, um dos adjetivos deste povo brasileiro) e que tem várias espécies, graduações e sentidos.
Como sou muito 'boba' por este blog, se o domínio ainda não foi comprado: deveria sê-lo.
Propagandas não faltarão ao espaço, duma blogueira 'nada boba'.
abçs
sô.

Nonô Capote Valente disse...

Pituca Querida
Agradeço a Deus os talentos que temos, com certeza valem mais que o dinheiro pode comprar
E por falar em talentos....aí vai um dos grandes
O valioso tempo dos maduros

Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui
para a frente do que já vivi até agora.
Tenho muito mais passado do que futuro.
Sinto-me como aquele menino que recebeu uma bacia de cerejas.
As primeiras, ele chupou displicente, mas percebendo que faltam
poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.
Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflamados.
Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram,
cobiçando seus lugares, talentos e sorte.
Já não tenho tempo para conversas intermináveis, para discutir
assuntos inúteis sobre vidas alheias que nem fazem parte da minha.
Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar
da idade cronológica, são imaturos.
Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo
de secretário geral do coral.
'As pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'.
Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência,
minha alma tem pressa...
Sem muitas cerejas na bacia, quero viver ao lado de gente humana,
muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com
triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade,
Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade,
O essencial faz a vida valer a pena.
E para mim, basta o essencial!
Mário de Andrade

Beijocas essenciais
Nonô Capote Valente

Luciana disse...

Olá Pituca (já intima?!),
A Soraia nos apresentou você e adorei conhecer seu blog. Deliciosos seus pensamentos e o modo como os expressa.
Vou confessar uma coisa, é muito bom ser bobo nesse mundo virtual! Lá no NMW discutimos várias vezes a possibilidade de tornarmos blogueiras por profissão$$$$$, mas sempre acabamos optando por blogueiras de coração! Enfim, de uma forma, ou de outra, o importante é estar feliz e curtir seu espaço virtual...E pode ser que assim os bobos tenham razão!
Seja bem vinda ao NMW tb! Bjs

Pat disse...

Pituca do céu, você tá fazendo o maior sucesso! A gente começa a ler e não para... e olha que eu comecei do meio pro fim, depois fui pro começo e agora voltei pro meio. Delícia de estilo!