6 de mai de 2010

Barbie - um amor antigo

As minhas filhas, Isabel e Luísa, sempre adoraram brincar com bonecas, especialmente com as Barbies . Elas chegaram a ter tantas bonecas que tenho até vergonha de contar quantas. Quando fomos para a Disney, uma amiga me ensinou um depósito de brinquedos num subúrbio de Miami que era o paraíso dos brinquedos baratos, tinha acabado de inaugurar, era a hoje gigante,
Toys R us. Elas piraram, e eu também, as bonecas que aqui custavam uma fortuna por serem todas importadas, lá ,além de um preço justo, tinham as ofertas- bonecas de até 2 ou 3 dólares. E as roupas e adereços? de capotar! O que hoje é comum aqui, na época era um sonho. Compramos tantas bonecas que elas não queriam mais sair do hotel,eu quase não conheci a cidade. A paixão delas durou tantos anos, a Luísa foi a última pré adolescente a brincar com bonecas, herdando das amigas algumas Barbies . Me lembro como se fosse hoje, no corredor do meu quarto, com uma echarpe minha de passadeira, o casamento da Barbie e Ken com a "igreja" lotada. Pena não ter fotografado, . Quando a Lu cresceu, deu para a prima Patrícia a coleção de bonecas, mas logo se arrependeu, pediu de volta, ela que sempre foi muito desprendida, dando com prazer os brinquedos velhos quando ganhava novos.

Vendo essas imagens  da artista plástica francesa Jocelyne Grivaud  , não deixem de ver o imperdível site, isso aqui é só uma amostra, tem muito mais, não pude deixar de me lembrar disso tudo, e, mais ainda, da primeira vez que vi e me apaixonei pela boneca. Foi em Mogi Mirim, no meu primeiro ano de escola, uma amiga alemã, Pupy, tinha uma delas, numa maleta de couro marrom. Que paixão, que sonho, que inveja! Ainda bem que tenho essas imagens muito nítidas na minha memória afetiva, são essas lembranças bem vividas que fazem a vida da gente ter valido muito a pena.

4 comentários:

Marcia Teister disse...

Amo Barbies. Acho que por ter tinha uma infância humilde e jamais ter podido ter uma. Compro para minha filha pra me realizar (rs) acho. Pois ela mesma não dá a mínima!
E realmente as roupinhas são muito caras. Então, eu mesma faço as roupas das minhas, ops! Das da minha filha. Sou até boa nisso!

Bjm

carmen disse...

Barbaro Pituca!!!

Anônimo disse...

Pituca,

tive 3 Barbies.Adorava principalmente o pequeno catálogo que vinha junto ."doei" as minhas bonecas por sugetão de minha avó para 3 meninas eu tinha 14 anos e me arrependo amargamente.

Pimponesa

Renata disse...

Pituca, eu nunca liguei para Barbie... nunca tive! rs Era mais de jogar queimada na rua ('jogar' aqui pode, né?) Mas amei a dica da artista plástica! Demais! Incrível como ninuém pensou nisso antes! :) Bjão