26 de jun de 2010

Saramago e Santana Filho

Faz tanto tempo que não escrevo e não foi por falta de novidades na minha vida. Socorro!! Que frase mais metida!! Se eu lesse isso de alguém ia pensar-quem falou que há interesse? Então, não vou falar de mim, vou falar de Saramago (hehe relendo, vejo que não consigo deixar minha modéstia aflorar) Tanto se escreveu sobre ele que, eu não vou ser mais metida ainda do que sou, para ousar também. Falo só da minha ignorância e frustração por nunca ter lido nada desse grande escritor. Em janeiro de 1995, depois de um ano marcante na minha vida, a eleição de Fernando Henrique, onde trabalhei por meses e meses ficando com minha leitura super defasada, minha avó teve um AVC. Eu sempre fui ligadíssima a ela e, por morar pertinho, fui muito presente nos seus últimos anos de vida, também pela facilidade de ter um marido e filhos muito solidários. Naqueles dias, ela ficou internada no Hospital Sírio Libanês e era eu que dormia com ela. Fazia um calor insuportável, o quarto era na ala velha, ainda sem ar condicionado, nenhuma de nós conseguia dormir. Numa das noites, levei um livro que meu filho tinha lido na escola, naquele seu último semestre antes do vestibular. Era o Memorial do Convento do Saramago. Ainda vejo a capa do livro, a camisola que eu usava e, com uma saudade imensa, minha avó numa aflição terrível, prenúncio talvez de um Alzheimer que lhe tirou a alegria dos seus últimos anos de vida. É muito triste para mim reviver essas memórias, fico por aqui hoje. Não consegui ler o livro, achei chatíssimo e, por preconceito, nunca mais li nada dele. Vou consertar isso agora, aposto que não vou gostar tanto como gosto das crônicas do Santana Filho http://cronicasereflexoes.wordpress.com/ , leitor do meu blog, que não conheço pessoalmente mas  que me dá a honra elogiar as bobagens que escrevo.


Beijos

8 comentários:

Néia (Dulci) disse...

Sabe as vezes fico chateada comigo mesma quando não consigo gostar de alguns livros de escritores famosos. Fico me perguntando o que será que os outros viram neles que eu não? e isso aconteceu com uma obra do Saramago "Ensaio sobre a cegueira", que inclusive virou filme. Não consegui chegar à metade e desisti da leitura. Quem sabe me animo a ler outro e ficar com melhor impressão desse premiado autor.
Ahh, obrigada pelo carinho do seu último comentário no meu blog, amei! bjos.

Lesma de Sofá disse...

O Saramago tem um estilo de texto com períodos muito longos que é totalmente típico dele.
Eu não gosto muito, sou da edição, do subentendido, da meia palavra.
Devo ter lido no máximo uns três livros dele (ensaio sobre a cegueira eu detestei, achei as metáforas sociais escatológicas por demais...)
Ele era bom, mas eu não acho que a gente tenha obrigação de gostar de um estilo peculiar como o dele.
beijos e saudades

Cely McNaughton disse...

Eu li. Tenho capacidade de ler livros chatos. Sorry pelo sacrilégio: vai ver que não entendi!

Santana Filho disse...

Pituca, seu comentário me emocionou e engrandeceu. Eu agradeço.
Não 'elogio' você gratuitamente. É que há VERDADE em seu escrito - moeda quase em extinção. Há GRAÇA também. Aí é talento. Privilégio. Continue usufruindo.

Saber que você pode vir a ler o que escrevo me dá uma RESPONSA.......mas aquela gostosinha, sabe?

Forte abraço.

Bebel disse...

Pituca
Adorei o que voce escreveu.
gostaria de te anexar como amiga no face book
Veja meu site: www.bbel.com.br
abraços

Anônimo disse...

C-H-A-T-A!!! CHATA DEMAIS. "SE ACHANDO", DE QUÊ?
POR QUE? GRAÇAS A DEUS SOMOS DE MUNDOS DIFERENTES. RI MUITO QDO LI QUE VC COMPRA NA RENNER. SÓ PODIA SER. FALTOU A C&A, A PERNAMBUCANA E A ZARA, PARA INTERNACIONALIZAR(RS).

Anônimo disse...

Hahaha!!! O anônimoo aí de cima continua perdendo tempo de te ler....
Ele te acha chata mas deve ler todo dia!
Deve se ralar de inveja da legião de amigos que te amam, te admiram e se deliciam com as tuas crônicas.
E não conhece a delícia da "descoberta assumida" de uma coisa legal numa "lojinha" (que ele deve frequentar secretamente!!!)
Não pare nunca: você é o máximo!
Também nunca consegui ler Saramago!
bjs
GOGÓ

Anônimo disse...

Sorte a sua Pituca que essa pessoa anônima é de mundo diferente que o seu. Aliás, nem precisava ter escrito. Pelo mau uso da língua portuguesa, está na cara.
Lucia M.