1 de jun de 2010

Meus atletas

Cheguei cedo para a aula de alongamento e, enquanto esperava a hora, vi os pequenininhos da ginástica olímpica da sala ao lado saindo. Fiquei ali pensando nos meus filhos que também passaram por aquela sala, com o mesmo tio Rubinho. Senti uma sensação gostosa de dever cumprido. Meus filhos foram obrigados a fazer ginástica. Não existia aqui em casa a opção " não quero" " não gosto", tinham que ir e pronto. Me lembro tão bem da Mara me contando uma conversa da Isabel com a Bia, uma dizia que ia obrigada porque precisava engordar, a outra, para emagrecer, "vai entender nossas mães." Além da ginástica olímpica eles faziam natação e essa era a maior obrigação. Sem choro nem vela, sem piscina aquecida que naqueles anos 1980 ainda não tinha e sem vestiário perto. Tenho nítida ainda a imagem do André, magro, esquálido, com um roupão azul marinho, tremendo, atravessando a piscina social para chegar no vestiário geral. Ele nunca ficou resfriado. A Isabel tinha um roupão branco debruado de azul claro, reclamava até não poder mais, conversava durante o treino, mas obedeceu e nadou até entrar para a faculdade. Estou me lembrando agora que eu dizia que enquanto eles morassem na minha casa, eram obrigados a nadar. No caso do André era ordem médica, ele era tão magrinho e pequenininho que a natação era remédio para crescer. Eles nadavam todos os dias, das oito até 10 e meia, um treino bem puxado, não sobrava tempo para aulas de inglês, mas eu achava, e, não me arrependo, que línguas se aprende em qualquer época, crescer e espichar tem um tempo certo. E eu tive razão, hoje eles são fluentes em inglês e francês. A Luísa fez o mesmo caminho, só que não obrigada, ela sempre adorou o tio Rubinho e mais ainda, as aulas de natação. Nadou até começar a trabalhar, o treino dela foi o mais puxado, eram 4 horas por dia. Não sei direito, mas acho que nadavam 6 mil metros. Adolescente, ela foi da equipe de masters tendo aulas com o Macarrão e o Newton, de quem era a queridinha. Viajou bastante para as travessias em mar aberto ou em rios. Quantas vezes ela não precisou chegar no clube noite fechada para pegar o ônibus , viajar, nadar e voltar. Era uma delícia essa convivência entre adolescentes e adultos, foi muito bom para a sua formação. E, por falar em formação, preciso dizer que devo às professoras, Bia e Denise, duas queridas "megeras" como eu as chamava, o sucesso profissional e correção de caráter dos meus filhos. Quando cada um entrava para uma boa faculdade,eu ia agradecer a elas a ajuda que me deram na educação deles. Tenho certeza absoluta que os seus caminhos  se tornaram mais fáceis  pela disciplina imposta pela natação. Bia e Denise são até hoje queridas amigas e adoradas pelos meus filhos que se divertem ao imitar o jeito delas. Tenho certeza de que meus netos também vão ser nadadores, e, tomara que seja logo.

6 comentários:

Néia disse...

Será que ainda irá surgir algo mais prazeroso que uma mãe sentir que cumpriu bem seu papel na formação do caráter dos filhos? estou pagando para ver!
parabéns Pituca, vc pode dizer que é uma pessoa super realizada! bjos.

Pedro Testi Junior disse...

Impecável seu texto.

Lesma de sofá disse...

Engraçado teu texto sobre natação.Enquanto meus filhos não aprenderam a nadar eu não sosseguei. mas foi pela sobrevivência, o medo que eu tenho de quem naõ sabe nadar e se mete em aventuras aquáticas (como aconteceu com aquelas irmãs em Brasília outro dia). A parte da disciplina e formação de caráter deixei pro conta do bandeirantismo!
Mas esse sentimento de que fez o que devia pelos filhotes é bom demais, né??
Nem me fale em netos, que invejaaaaa...
bjs, amores e saudades

Luisa Alcantara e disse...

mã, adorei o texto, e também acho que isso ajudou na minha formação, mas nunca fiz aula com o macarrão. miguel, denise, bia e nilton só.
beijos

Carolina disse...

Eu participei de tudo isso!!! Boas lembranças!!!

Lúcia disse...

Nossa Pituca...que escrita maravilhosa...que delícia. Me fez voltar no tempo lembrando dos meu filhos, obrigados também, a frequentar a escolinha de esportes!!!
beijo,