11 de fev de 2012

Levante as Mãos


Enquanto na Rua dos Ingleses, escritório político do então Ministro Fernando Henrique,um grupo de intelectuais e amigos se reunia sob o comando de Ruth Cardoso e Miguel Reali Jr, Gilda Portugal  Gouvea, já na ativa, procurava uma casa para o comitê. Procura que procura, acabou batendo o martelo numa casa muito boa numa rua desconhecida chamada Carpina. Tinha a desvantagem de ser num lugar elitista - começava  numa pracinha na Av. Lineu de Paula Machado, rua do Jockey Club de São Paulo e longe de grandes corredores e do metrô. A vantagem:- era enorme, bem conservada e, melhor de tudo, de graça. No dia que tomamos posse, lá estava eu, “convocada” pela Maria Helena Gregori para arregaçar as mangas. Foi nesse dia  que conheci meus fiéis escudeiros, Manuel Novais e Wolmir Mattos. Nós três nos especializamos em campanha: Mané com um rolinho de tinta dando um tapa na sala que seria do Miguel, e Wolmir, ''faz tudo"rabugento e mal-humorado, fazia de tudo mesmo, até subir no telhado comigo para pregar uma faixa. Em seguida, começaram a chegar na casa os antigos e fiéis amigos da Gilda, o Go, Guilheme Magalhães,a saudosa Leide Câmera, Mimi Soffer, Carlos Novaes, pai do Mané,os  antigos e fiéis da equipe do candidato, Barrica e a  Quim, Maria Quinteiro e Eduardo Graziano, irmão do Xico. Basicamente fomos os primeiros a chegar, devo estar esquecendo muita gente, em três dias já éramos um batalhão. A casa, apesar de bem conservada, estava fechada há muito tempo e era um verdadeiro ninho de pernilongos. Nesse primeiro dia, a infernal nuvem desses irritantes insetos era tão grande que mal conseguimos nos reunir em volta de uma mesa de jantar deixada pelo dono da casa que nos serviu para reuniões e mais tarde como mesa de trabalho para envelopar correspondência, receber pessoas e inscrições. Dedetização feita, a limpeza contratada, a fiação para telefones  ampliada e revisada, e, uma novidade -computadores-, era hora de mobiliar a casa. Mesas,estantes, escrivaninhas e cadeiras providenciadas, fomos enfeitar a casa, Maria Helena Gregori trouxe sofás, quadros, gravuras e a linda  mesa de sala de jantar  da recém desmanchada  casa da mãe dela, minha querida tia Suzana Fonseca. A biblioteca com sua bonita boiserie, ficou chiquérrima, seria a sala do candidato, mas acabou sendo ocupada pela gente mesmo, especialmente Gilda e Maria Helena com suas famosas listas. No dia da inauguração da casa que nós brincávamos chamando de ‘’Casa de Programa’’, levei até tapete persa da minha casa para receber Fernando Henrique. Me lembro de ficar fazendo sala para o ex-prefeito Figueiredo Ferraz que morreria na mesma semana. A  inauguração, apesar de florida e enfeitada, não foi um dia de festa, foi de trabalho mesmo. Naquele dia conheci o meu querido Neco Sobral e o Andrea Calabi, com quem trabalhei na campanha da reeleição em 1998. As pessoas chegavam, preenchiam uma ficha com seus dados escolhendo de qual grupo de trabalho queriam fazer parte. Houve uma breve fala, e, mãos à obra, os grupos começaram a funcionar naquela mesma noite. Eram vários, não sei se vou me lembrar de todos, o Desenvolvimento era coordenado pelo Calabi e se subdividia em vários grupos menores, Energia, do Pedro Jens e Silvio Aleixo, Transportes com o Thomaz Aquino,  Agricultura com Guilherme Souza Dias, Comércio Exterior, Ciência e Tecnologia entre outros.O grupo da Educação era coordenado pela Eunice Durhan e nele foram incansáveis a Maria Helena Castro e a Yara Prado. Lourdes Sola comandava Parceria Estado Comunidade com diversas subdivisões como Negros, Mulheres, Cultura,  Pobreza e Fome, Crianças e Adolescentes, 3ª Idade e outras mais. A Reforma de Estado  com  Previdência  Social, Privatização, Reforma Fiscal era comandada pela Maria Hermínia Tavares de Almeida.  Saúde, não me lembro quem coordenava, eram tantos medalhões que fica difícil nominar, pra não cometer injustiça, não falo de ninguém. Aliás, foram tantos medalhões, tantos artistas e tantos intelectuais, os maiores que pude sonhar conhecer, que  de tão comovida preciso me beliscar pra ter certeza de que era eu mesma. As lembranças estão voltando tão fortes que acho que vocês já cansaram.  Pra descansar deixo o link do primeiro programa de TV e a música “Levanta a Mão”. Amanhã eu conto mais.

http://www.youtube.com/watch?v=R4k-u8GbmUk&feature=player_detailpage




   


Nenhum comentário: