19 de jan de 2012

Chorei , chorei!!


A  sensação não pode ser mais recente, mas hoje faz 30 anos que morreu Elis Regina.
Estávamos na Cachoeira, em férias, eu dormindo no nosso quartão quando o madrugador André vem  me acordar com a notícia terrível  dada pela Marilia Gabriela  na TV Mulher. Me lembro até do pijama azul marinho que ele vestia, me lembro do susto, da esperança logo desfeita de que fosse um engano.Que dia terrível,me vejo ainda com meu jeans beige a camiseta listada, sentada o dia inteiro na frente da tv e chorando.  Chorei muito, chorei piscinas,chorei até ficar cansada.Naquele dia só pensava no meu amigo Binho Ópice, o maior apaixonado por ela e me lembrava de que quando nos conhecemos, uns 10 anos antes, ele já era o seu maios ardoroso fã. Minhas lembranças me levaram até 1965 ou 66 quando escutei pela primeira vez aquela voz insuperável, me lembrei da capa do disco 2 na Bossa que eu ouvi tanto que até hoje sei todas as músicas de cor, este disco foi por sorte resgatado pela Carolina Vasconcelos, numa arrumação no escritório do seu pai, meu primo Dado. Acho que este dia não ficou marcado só na minha memória, acho que todos da minha geração se lembram daquele dia e de como foi que receberam a notícia. Imaginei que meu filho também se lembrasse, mas  ao telefonar para ele fiquei sabendo que não,- ele não tem a menor lembrança e acho que só tem por ela a admiraçao pela voz, não tem aquela paixão avassaladora  que eu sempre tive. O tempo, que é além de senhor da razão é também cruel, fez nesses 30 anos  que eu chorasse  tantas perdas que hoje, já não consigo mais. Sinto uma dor tão terrível pela perda do Geraldo Afonso Assumpção há 3 meses que me sinto anestesiada, sem muita vontade de nada, nem de chorar. Ontem foi o Neco Sobral, amigo tão querido e importante na minha vida.
Também não consegui chorar.

Um comentário:

Raul Christiano disse...

Escrevi sobre o nosso querido amigo Neco Sobral. Quando puder faça uma visita ao meu blog: http://raul.blog.br/1933/morre-neco-sobral-quadro-tucano/

bjs

Raul.